×SegurançaGeralViver BemCasa e DecoraçãoComer e BeberModa e EstiloVeículosQuem somosEsporteSeu PetRegiãoViagensTecnologiaBairrosCulturaVídeosEmpresas e Entidades

NB inicia série de reportagens destacando os talentos da escola pública

Conteúdos especiais irão mostrar a diferença que muitas escolas públicas da cidade estão fazendo para mudar a vida e o conhecimento de seus alunos. A primeira é a Escola Mestre Santa Bárbara

14/08/2019 04:08

Bento Gonçalves é um município que pode ser considerado referência em muitas áreas. Além da indústria, comércio e serviços, a cidade vem se desenvolvendo cada vez mais em um setor muito importante para o futuro do município: a educação de qualidade. Por isso, o Notícias de Bento inicia nesta semana uma série de reportagens para destacar os talentos da escola pública. Vamos trazer conteúdos especiais mostrando como as escolas públicas da cidade estão fazendo a diferença na vida de alunos, professores e direção. O primeiro retrato deste trabalho realizado nos bancos escolares é o da Escola Estadual Mestre Santa Bárbara.

Escola Estadual Mestre Santa Bárbara

Tertúlia: a reunião de amigos, colegas, familiares, frequentadores de um local, que se reúnem para discutir temas literários. Desta palavra castelhana originou-se o projeto, que se tornou um dos maiores eventos do calendário de Bento Gonçalves. Essa é uma das obras que ajudou a consolidar um sentimento dentro de uma instituição de ensino, de prazer pelo estudo, e de amor pelo trabalho educacional. E essa é uma das consequências pelas quais a Escola Estadual Mestre Santa Bárbara cravou o seu nome como referência de escola pública no município e na Serra Gaúcha. 

Uma gestão na qual todos cooperam, e uma proporção de oportunidades para florescer a paixão pelo estudo e, sobretudo, pelo autoconhecimento. É desta forma que a Escola Mestre, como é popularmente conhecida, trabalha para o melhor de seus alunos, do momento em que são matriculados à hora que finalizam a sua trajetória acadêmica fundamental. A criação de um clima favorável para a prosperidade de ideias e projetos fazem com que a dimensão na qual a instituição trabalha se amplifique, de forma que atenda boa parte dos desejos e fomente as habilidades dos alunos nas respectivas áreas nas quais se aproximam. 

A Escola Mestre, ao longo dos anos, construiu a sua credibilidade direcionando o seu foco para a qualidade de ensino e para projetos que transcorrem além da sala de aula. “Trabalhamos em equipe, em conjunto, alunos, professores, pais, procuramos sempre nesse viés. Nós da direção nos reunimos esporadicamente, nos organizamos, e depois combinamos com os professores em reunião para ver o que eles acham e pensam sobre para decidir as ações a serem tomadas. Por isso que os nossos projetos têm tido um grande diferencial, pois é uma decisão deles, muitos professores e alunos chegam até nós para dizer o que desejariam fazer”, explica a diretora da escola, Margarida Mendes Protto. 

Integrante da direção da Escola Mestre desde 2012, Margarida comenta que um dos segredos está na linha de frente do ensino, os professores. “Sempre ouvimos falar do Mestre como uma referência. A partir de 2012 que faço parte da direção da escola e sempre admirei o trabalho aqui desempenhado, pois aqui os professores trabalham com amor, com dedicação. Vocês conhecem muito bem os salários dos professores, mas não tem horário para eles, eles vão muito além da conta”, ressalta a diretora. 

Projetos extraclasses: a arte de inspirar o aluno

Trabalhar com as afinidades dos alunos é um grande desafio para uma instituição de ensino. Através de projetos, a escola Mestre faz a tentativa de formar “mestres” na disciplina pela qual o aluno possui habilidade. A consequência disso se reflete às conquistas da instituição nos últimos anos, porém, como ressalta a diretora, não só em medalhas e troféus. “O que ganhamos com isso? Nós conquistamos os alunos, vemos onde cada aluno se destaca, então procuramos sempre propiciar oportunidades com os projetos. Há professores que dominam tal área e a gente sugere projetos, mas não o obrigamos a desempenhá-lo”, relata.

Dentre alguns exemplos que renderam conquistas à escola, na área de humanas, o Mestre foi campeão da 10ª edição do Rally Científico em 2019, organizado pela Universidade de Caxias do Sul (UCS); nas exatas, três alunos conquistaram medalhas nas Olimpíadas de Matemática; entre outras conquistas e participações em eventos que ultrapassam as delimitações da escola. Alguns projetos de âmbito menor também instigam e proporcionam a motivação que muitas vezes falta para os alunos não tornarem as aulas um peso a ser suportado. O mais recente deles, por exemplo, foi o projeto da professora de História, Rita Rizzon De Marco, que elegeu o livro “Raízes do conservadorismo brasileiro”, do jornalista Juremir Machado da Silva, como objeto de estudo para os alunos do Ensino Médio. O jornalista esteve na escola para ministrar uma palestra aos alunos sobre o livro em questão. 



Tertúlia: o projeto que se consolidou como um dos principais eventos da Semana Farroupilha

O maior projeto até então desempenhado pela Escola Mestre, e que perdura até hoje, é a Tertúlia, que a cada ano faz lotar o Ginásio Municipal de Esportes com apresentações de cunho tradicionalista, e que possui um longo processo de construção durante boa parte do ano. Os trabalhos apresentados no evento são frutos de um projeto pedagógico histórico-cultural sobre a Cultura Gaúcho, e que é contemplado pelo Fundo Municipal da Cultura. Neste ano, a 11ª edição ocorre neste sábado, dia 17 de agosto. 

Segundo a diretora da escola, o evento mobiliza toda a escola, desde pais, alunos e professores, os quais se empenham para que o trabalho final proporcione o brilho no olhar dos presentes. “Não é só a dança, tem toda uma pesquisa, um artigo científico que eles estão produzindo por trás. Eles buscam desde a contratação do professor, dos vestuários, de toda a estrutura. É um envolvimento além da conta, e os pais participam junto. Eles vêm ensaiar à noite, nos sábados e domingos, feriados. Mobiliza todo mundo, pois aqui é vida. Nunca vi uma escola que durante a semana de férias todos estão aqui na escola para ensaiar”, exclama Margarida. 


Qualidade do ensino refletida nos números

A Escola Mestre Santa Bárbara foi, em 2018, a escola pública estadual com o melhor resultado no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de Bento Gonçalves. Como é de praxe, a escola atende a necessidade dos alunos, no segundo e terceiro ano do Ensino Médio, para prepará-los para a prova. Sobretudo, a escola trata o conhecimento como prioridade, seja no ensino fundamental, no qual os números do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), divulgados no ano passado, demonstraram que poucas escolas estaduais do município alcançaram a meta estipulada pelo Ministério da Educação, seja no Ensino Médio, cujos alunos obtiveram um bom desempenho no ENEM, com uma média geral da escola de 562,5 pontos.

A diretora ressalta que a escola possui números crescentes nos índices da educação pública, e que isso é reflexo do direcionamento do foco da escola para com o ensino. “O nosso foco é a busca do conhecimento, por vários vieses. Cada aluno tem suas habilidades e procuramos diversificar os trabalhos e os projetos. Mas o nosso foco principal é o conhecimento, o desempenho no ENEM, o desempenho no IDEB, no SAERS, no qual em 2016 fomos avaliados com um desempenho, e em 2018 já fomos avaliados com um desempenho melhor, então nós trabalhamos neste sentido”, afirma a diretora. 

Fotos: Notícias de Bento e Mestre Santa Bárbara/Divulgação - Fonte: Notícias de Bento